a_mulher_na_publicidade_agencia_moustache

Mulher na publicidade: o papel dela com o tempo

Quando você pensa em mulher na publicidade: o que te vem à cabeça?

A imagem da mulher na publicidade e no mundo está mudando e cada vez mais conquistando seu espaço; diversas líderes espalhadas pelo mundo conquistando posições importantes no mercado de trabalho. Tá, e por que a publicidade na maioria das vezes AINDA ignora isso?

Bem, o rádio quando se popularizou, iniciou as radionovelas, que se tornaram o centro das atenções da sociedade da época, estimulando a imaginação dos ouvintes e, principalmente o público que ficava em casa – as mulheres, que se tornaram grandes fãs do meio. Isso fazia com que a publicidade nas rádios fosse totalmente voltada ao público feminino.

Com o surgimento da televisão em cores em 1954, a comunicação publicitária da época, que já era voltada para as mulheres, começou a se dirigir a elas cada vez mais falando de produtos domésticos, comidas e os afazeres da casa que supervalorizavam seus parceiros.

a_mulher_na_publicidade_agencia_moustache  a_mulher_na_publicidade_agencia_moustache

Com o passar do tempo, as mulheres começaram a conquistar seus direitos, como o poder de voto. A mulher começou a se colocar no mercado, saindo de suas casas e indo trabalhar, mostrando-se capaz de fazer as mesmas coisas que os homens faziam e notando que cada vez mais ela ia poder conquistar seu próprio espaço. Mas e a imagem da mulher na publicidade atualmente?

Algumas marcas de cerveja ainda associam o produto “cerveja” com o produto “mulher”. Há alguns anos atrás era possível ver que em todas as marcas da bebida, as mulheres se tornavam o foco principal da propaganda e os homens que bebiam destas cervejas, tinham o poder de conseguir todas elas apenas por beber a “loira gelada”, prejudicando a imagem da mulher na publicidade.

feminismo2

Atualmente a mulher não está mais totalmente subestimada às decisões do marido, agora ela desenvolve grande parte – senão todas – as tarefas que antes eram destinadas somente ao masculino.

De qualquer forma, ainda existe uma falta de adequação de algumas marcas diante deste novo mercado consumidor, mesmo que algumas marcas já tenham desenvolvido um tipo específico de comunicação destinada à mulher.

 

 

 

 

 

 

A questão é que o comportamento de consumo feminino mudou e muito nos últimos anos, as mulheres agora são independentes e, com o poder da internet associado a velocidade e o controle que ela trouxe para as pessoas e o crescimento do feminismo a partir desse meio, mostra que o espaço que a mulher merece só tende a se estabelecer cada vez mais – e esperamos que isso aconteça. Ok, o processo é lento e a mídia pode atrapalhar, porém o papel dela é refletir a sociedade e suas alterações no meio. Portanto, a imagem da mulher na publicidade só tende a melhorar e não ficar mais parada no tempo.

 

Se interessou sobre o assunto? Então leia mais aqui (em inglês).

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *