Lançamos o 1° Market Place de Serviços Digitais!

A Agência Moustache, anunciou o lançamento do Primeiro Shopping de Produtos e Serviços Digitais. Pioneiro, é um website de serviços digitais, vendidos de forma totalmente online, proporcionando o entrosamento do pequeno ao grande empresário com o mercado virtual de uma forma totalmente facilitada.

Com quatro pilares fundamentais disponibiliza diversos tipos de serviços, produtos e pacotes dentro dessas categorias:

Criação e desenvolvimento digital possui como foco a  estruturação e usabilidade do website proporcionando a melhor experiencia possível para o cliente, pois o usuário que tem uma boa experiencia de navegação retorna e se torna um potencial comprador ou parceiro.

SEO, ou Search Engine Optimization, um conjunto de mudanças estruturais e de conteúdo do site que juntas garantem um melhor posicionamento nos resultados dos principais motores de busca, garantindo mais visibilidade, credibilidade e visitas para concretizar seu objetivo online.

Mídia Online, posts patrocinados são formas comprovadas de aumentar a sua visibilidade e consequentemente maximizar seus objetivos online, podemos com essa modalidade aumentar o número de clientes, fazer com que a sua marca seja conhecida e estreitar o relacionamento com o público, como uma campanha direcionada ao remarketing ou data comemorativa.

Business Intelligence ou B.I. refere-se ao processo de coleta, organização, análise, compartilhamento e monitoramento de informações que oferecem suporte a gestão de negócios.

É um método relativamente novo, que visa ajudar empresas a tomarem decisões inteligentes, mediante dados e informações recolhidas com a implementação de diversas ferramentas de métricas e análise online.

Para quem se interessou pela ideia mas ainda não está por dentro do universo digital vale a visita no glossário do Shopping Online, que disponibiliza explicações detalhadas sobre os termos e serviços disponíveis.

Arquitetura da informação: Por que devo investir nessa nova opção?

Hoje em dia a internet se tornou um local que abriga diferentes especialidades e profissionais. Com uma vasta demanda e a necessidade de tornar o seu website cada vez mais interessante, facilitando a experiência e interação do usuário com o meio virtual, surgiram os arquitetos da informação.

O arquiteto da informação tem como dever organizar o conteúdo e estrutura de um website de forma intuitiva e leve, fazendo com que o usuário que esteja a procura de um conteúdo especifico encontre-o com facilidade e com isso tenha uma boa experiência com a sua marca.

A maioria das pessoas está em modo automático quando utiliza os computadores então fazer com que os espaços, interações, níveis de profundidade e as relações entre os dados e os usuários apareçam de uma maneira lógica e coerente é essencial.

Pesquisas apontam que 27% das causas de fracasso de vendas de um site de comercio eletrônico ocorrem porque o usuário simplesmente não conseguiu encontrar o item que procurava.

O principal objetivo de um arquiteto é organizar a informação, tornando simples o que era complexo.

É um estudo que simplifica o relacionamento entre usuário-conteúdo-contexto.

Podemos nos guiar por quatro diretrizes básicas:

O sistema de organização, que organiza a forma de categorizar e organizar a informação, ex: organização alfabética, organização por tempo, organização por assunto.

Sistema de rotulação, que organiza a forma de representar a informação, como o nome dos hiperlinks a serem clicados, ex: Quem somos, contato, nossos serviços.

Sistema de navegação, que determina o modo de navegar ou se mover no website, ex: navegação local ou global.

Sistema de pesquisa, que estabelece as diretrizes para quem busca informação ex: janela de busca, duvidas freqüentes.

O profissional irá analisar o que é mais importante e merece mais destaque e a localização para cada informação em cada página.

Devemos nos ater a quatro atributos básicos: Ser fácil de aprender, ser eficiente na utilização, ser fácil de ser recordado, ser agradável.

Sendo assim, não perca mais tempo, clique aqui e invista nessa nova opção e crie uma experiência agradável para o seu público-alvo, aumentando ainda mais seus resultados online.

Black Friday: saiba como aproveitar essa data.

A Black Friday, originalmente criada no Estados Unidos, tem como tradução literal sexta-feira negra.

A tradição ocorre na última sexta feira do mês de Novembro e tem como intenção o esvaziamento total do estoque dos varejistas para recebimento de novos produtos para venda de Natal.

Muitas pessoas aproveitam a Black Friday para antecipar seus presentes natalinos ou aguardam ansiosamente um desconto para renovarem seus eletrônicos e aproveitarem todos os tipos de oferta.

No Brasil, o cenário é um pouco diferente do Americano.

Os brasileiros não aguardam a abertura de grandes lojas físicas com descontos surpreendentes, tudo isso ocorre de forma ONLINE!

Separamos aqui 4 dicas para você aproveitar e lucrar com essa data:

E-mails Marketing com promoções: O e-mail marketing continua sendo uma das formas mais eficientes de comunicação online. Com um ótimo custo-beneficio você pode comunicar todos os seus clientes de suas promoções e vantagens para a Black Friday é uma garantia de venda. Se deseja saber mais sobre e-mails marketing clique aqui.

Propaganda nas Redes Sociais: Todo mundo está atento ao que acontece nas Redes Sociais, você pode usa-las aos seu favor de diversas maneiras.
Algumas sugestões são: criar anúncios impactantes sobre a chegada da Black Friday, divulgando quais produtos estarão disponíveis para a data, divulgando um cupom com frete grátis ou qualquer outro diferencial para o dia e muito mais! Seja criativo!
Se desejar saber mais sobre mídia online, não deixe de clicar aqui.

Propaganda no seu website: Quem está no seu website conhece seus produtos e já está de algum jeito, qualificado para ser o seu público para a Black Friday. Criar banners e anúncios dentro do site, avisando os consumidores que no dia irá dar ainda mais descontos é uma ótima forma de vender.

Seja verdadeiro: É extremamente importante que você seja leal com o seu consumidor e não engane-o. Maquiamento de preços, prazos de entrega impossíveis e descontos irreais não funcionam, pelo contrário, passam a ideia de desonestidade.

Está pronto para encarar a data e lucrar? Boas vendas (e compras)!

Google Adwords: Como começar a sua primeira campanha – Parte I

Google Adwords

No post anterior, mostramos como criar sua conta dentro do Google Adwords. Agora, vamos te ensinar a criar sua primeira campanha dentro do Adwords.

Parece difícil, mas não é! Nesse tutorial vamos ensinar tudo o que for necessário para você se sair super bem dentro da ferramenta de mídia do Google.

Vamos lá?

Primeiramente: como começar?

Comece acessando a guia “Campanha”, e clique no botão “Criar sua primeira campanha”.
Você vai escolher se quer direcionar seus anúncios para a “Rede de Pesquisa” (ou seja, para os usuários que buscam diretamente pelo Google), para a “Rede de Display” (ou melhor, para os usuários que usam AdSense em seus websites), ou para ambas as redes.

Campanha

A última alternativa oferece a maior exposição, mas a opção de “Rede de Pesquisa” por si só, sem dúvida, pode orientar melhor os usuários da busca ativa para suas palavras-chave.

Na tela seguinte, nomeie sua campanha e preste atenção a certas definições importantes. Na seção “Aparelhos” indique se quer anunciar em dispositivos móveis, além dos computadores pessoais (PCs). A seção “Locais” permite selecionar algumas nacionalidades, incluir ou excluir os países ou cidades.

criar camp

Na parte inferior da tela você encontrará a seção “Extensões de anúncio”, um recurso opcional para incluir informações comerciais relevantes em seus anúncios, como número de telefone, o endereço, entre outras informações. Na maior parte das vezes, essas inclusões são feitas sem qualquer custo adicional.

cpc camp - Copia

Definindo seu orçamento
Perto do final da tela de início da nova campanha, você vai configurar seu orçamento na sessão de “Estratégia de lances”.

cpc camp

 

Essa é uma das etapas mais difíceis de usar com êxito o recurso do AdWords. Fique atento, pois o orçamento de uma campanha tem dois componentes, o lance e o orçamento global por dia.

A espécie de lance escolhido vai possibilitar o pagamento da campanha por clique (CPC, ou custo por clique), impressão (CPM, ou custo por mil impressões) ou conversão (CPA, ou custo por aquisição).

O valor do lance em reais significa o valor máximo que você deseja pagar e influencia a classificação do anúncio. O que deve ser feito é se basear pelos objetivos de campanha e o quanto tem para bancar a sua campanha.

Faça um cálculo mensal do orçamento e divida por 30 (dias), e vai chegar ao valor máximo a ser pago por dia. Em uma campanha CPC, por exemplo, depois de receber cliques suficientes para bater o orçamento que escolheu para o dia, o Google não exibirá mais o seu anúncio até o dia seguinte. Essas indicações podem ser mudadas quando você quiser.

Escrevendo o seu anúncio
Definiu seu orçamento? Então é hora de criar o grupo de anúncios e os anúncios.

É sempre muito importante não copiar ideias e frases de anúncios de outras empresas, a fim de não ter problemas com direitos autorais, até porque você terá muito espaço para trabalhar e poderá experimentar distintos conteúdos e textos descritivos.

grupos camp

anuncios camp

Crie uma manchete de até 25 caracteres + duas linhas de descrição de 35 caracteres cada e depois suas duas urls: a de visualização e a url real. Uma dica importante é sempre taguear essa url real a fim de acompanhá-la no Analytics.

Aplique nessas linhas o seu melhor discurso de vendas e certifique-se que você escreveu tudo pensando em como atingir seu consumidor.

Escreva os textos sempre focados nos 4 P’s de Marketing: Praça, Preço, Produto e Promoção. Tudo isso tende a funcionar muito bem.

Mas sempre se lembre de que o Google aprova e ativamente policia os anúncios, então não tente inventar práticas que sejam duvidosas.

Abaixo do anúncio em si, você irá definir suas palavras-chave, o que também é um pouco mais complexo.

palavras acmp

Em geral, as empresas preferem manter o foco nas mesmas palavras-chave que usam no SEO de seu website. Portanto, as regras para melhor aproveitamento são semelhantes na execução do anúncio: quanto mais comum a frase ou termo, maior será o tráfego e, com isso, maior também será a concorrência para essa busca.

Os termos de pesquisa mais estreitos geram menos tráfego, porém menos concorrência. Tenha em mente que, para os termos de busca que tenham pouco tráfego, o Google não exibirá os anúncios em todos os lugares para os internautas, mas você será o único candidato para esse conjunto de palavras, chegando mais próximo ao público de target.

Entretanto, o próprio Google pode te ajudar na escolha de suas palavras-chave através da ferramenta Keyword Planner que te oferece alternativas de termos que você pode não ter pensado, junto com algumas estimativas de quanto tráfego eles poderiam obter e qual o nível de concorrência poderão proporcionar.

keyword cam

 

Não há limite para o número de palavras-chave que você pode utilizar, mas manter um número gerenciável é uma perspectiva inteligente. Uma vez que seu anúncio está escrito e as palavras-chave são selecionados, você vai (de novo) ser questionado por um lance para esse grupo de anúncios.

Você provavelmente vai querer deixar o mesmo lance que foi padronizado para a campanha. Salve o novo grupo de anúncios, e você está pronto para prosseguir.

Acompanhando seu desempenho
Uma vez que seu anúncio é criado e imediatamente após a criação do mesmo, você vai ser capaz de ver como ele está funcionando. A página inicial do AdWords mostra um gráfico compreensível de seu desempenho, além de tabelas que descrevem como as palavras-chave estão atuando.

resultados camp

Refinando seus anúncios

Depois de começar com o AdWords, o trabalho nunca estará concluído.

Um anúncio que teve bons resultados na semana passada pode estar inativo nessa semana devido à auditoria do Google em relação a sua qualidade ou porque um concorrente está oferecendo algo melhor do que você. Portanto, verifique seus anúncios regularmente para ver o que está funcionando e o que não está. Aumente seus lances quando for preciso.

Pause os anúncios fracos e mude seus anúncios completamente para ver se o texto diferente traz mais cliques.

Traçando as melhores estratégias

Sempre é importante avaliar algumas questões antes de definir as estratégias:

  • Qual o objetivo da empresa na internet?
  • Qual é o público-alvo e o que ele procura?
  • Quem são seus concorrentes e o que eles oferecem?
  • No que deixam a desejar?
  • Quais caminhos percorrer para ser melhor?

Tudo o que for traçado deve ir além dessas avaliações e você pode entender melhor com algumas dicas que a Moustache tem pra você:
Faça uma lista de palavras-chave genéricas
Na semana que vem, vamos dar umas dicas sobre como estruturar uma campanha previamente, ensinando você a montar uma árvore de campanha.

Mas enquanto isso, uma dica a seguir para estabelecer estratégias eficientes é simplesmente esquecer aquela lista imensa contendo keywords que a concorrência usa e dar espaço para termos mais específicos que priorizem suas conversões e qualifique o tráfego em potencial.
Aproveite tudo o que as ferramentas do Google Analytics tem a te oferecer
O Google Analytics será seu grande aliado para a criação de campanhas inteligentes, então nada mais sugestível que extrair o máximo de seus relatórios e ferramentas para adquirir informações sobre o comportamento do seu público.

Para analisar o desempenho dos anúncios é possível consultar quais deles estão gerando mais cliques e, principalmente, maior índice de conversões. Se a intenção é saber de onde os clientes estão vindo, basta observar a origem do tráfego.

Além desses dados, você poderá saber a média de gastos dos clientes em seu site, fazer análises por período de tempo, análises das palavras-chave, etc.
Foque em sua segmentação
Uma das maiores vantagens do AdWords  está na segmentação, ou seja, direcionar seus anúncios a um target específico, reduzindo as chances da campanha atrair o tráfego errado e consequentemente reduzindo seus custos.

Para a rede de pesquisa, a plataforma oferece algumas modalidades de segmentação, sendo elas por palavras-chave, local e idioma de destino; dispositivo e público-alvo. A rede de Display por sua vez acrescenta mais dois tipos de segmentação: canal e tópico.

Gostaram das dicas? Na próxima aula falaremos sobre a construção de uma árvore de campanha.

 

Google Adwords: Como criar sua conta na ferramenta

Vamos a uma pequena introdução sobre o Google Adwords

Como o Google Adwords pode te ajudar e/ou ajudar a sua empresa a ter relevância na web?

Para começar: Você sabe o que é Google Adwords?

O Google Adwords é uma plataforma que faz parte dos recursos do Google, recursos esses que permitem as pessoas, sejam elas físicas ou jurídicas, atingirem seus clientes em potencial através de anúncios.  Ele é basicamente o serviço de links patrocinados do Google, criado no intuito de disponibilizar um valioso espaço nas páginas do site de buscas para anunciantes que desejam exibir seus produtos e serviços para bilhões de internautas.

Aplicando essa funcionalidade na prática, funciona assim:

  1. Um potencial comprador pesquisa no Google a ação que ele deseja fazer, por exemplo: “Onde comprar um Notebook”.
  2. Nos resultados das buscas, aparecerão anúncios destacados nas três primeiras posições, dando a ideia de que aquelas lojas ali destacadas são as melhores opções.
  3. Este destaque se dá ao uso de anúncios no Google Adwords.

Entendeu? Então vamos à criação da sua conta.

google-adwords

Para criar uma conta no Google Adwords é extremamente simples, com apenas alguns passos a conta é criada em poucos minutos.

  1. Acesse http://adwords.google.com
  1. Escolha o login e senha de trabalho, evite criar a conta com um email pessoal. Se já tem um email cadastrado no Google Analytics, dê preferência a ele, pois posteriormente poderá usá-lo para acompanhar o desempenho de campanha.
  1. Ao entrar na plataforma, é necessário colocar o horário local, pois na hora de criar a campanha, você tem a opção de escolher o período em que os anúncios irão aparecer.

google-adwords-fuso-Horário

 

  1. Você precisa definir qual a moeda que irá utilizar para as transações financeiras dentro da plataforma.

google-adwords-faturamento

  1. Após seguir esses passos, a conta já estará criada. O Google enviará uma confirmação por e-mail e logo poderá acessar a plataforma e começar os trabalhos.

Agora é o momento de aplicar e fazer testes construtivos. No próximo artigo, mostraremos passo a passo de como se monta uma campanha dentro do Adwords.

shutterstock_139655147

Erros que destroem a página da sua empresa nas redes sociais

As redes sociais não servem apenas para aproximar pessoas, elas também servem para alavancar seu negócio. Criar uma fanpage no Facebook, um perfil no Twitter ou no Instagram é uma forma de divulgação e captação de novos clientes para o aumento de vendas.

Para não dizer que apenas um perfil basta, nosso head de mídia, Flávio Luizetto, em matéria no site da Exame.com, citou quatro passos para uma boa administração de sua página: presença, ativação, engajamento e conversão. “Tenha um site, vídeos no YouTube, uma fanpage; divulgue esses meios para clientes e anunciantes; faça os seguidores se engajarem com o que é produzido; e, por fim, use o digital para gerar negociações online e offline, complementando as ações”.

De acordo com Luizetto, antes de sair criando a página da sua pequena empresa no Facebook ou no Instagram, você precisa fazer algumas perguntas: seu canal de atendimento ao consumidor está desorganizado? Sua empresa recebe muitas críticas em sites como o Reclame Aqui? Se a resposta a essas questões for afirmativa, talvez seja melhor esperar para entrar nas redes sociais.

“O principal segredo para entrar no digital – e no social – é saber se o produto e o atendimento estão bem formatados. As redes não fazem um negócio ser automaticamente melhor. Sem essa percepção, a página vira um canal de reclamações”, explica.

Criar uma página para abandoná-la depois é ruim para o seu negócio, pois manter esse canal de comunicação é fundamental para o sucesso do seu negócio – inclusive financeiro. Tem que tentar sempre se manter em contato com o público que resolveu seguir sua empresa, porque essas pessoas são clientes em potencial e vendas podem surgir dessas postagens.

Na dúvida, poste. “No mínimo, tenha um conteúdo por dia. Quanto mais postagens a página tiver, melhor é a avaliação dela para o algoritmo do Facebook”, explica Luizetto. É possível agendar matérias para o final de semana caso você não queira ou não consiga trabalhar nesses dias.

Lembre-se: o perfil do seu empreendimento está aberto para todos verem. Qualquer postagem ou resposta sua será visível mesmo para quem não é seu seguidor. Por isso, a palavra de ordem é cautela. É melhor informar o cliente que sua empresa entrará em contato com ele por meio de outro canal do que deixar todo o processo de atendimento lá na página, para todos verem.

Ouça sempre os seus clientes: eles podem ajudar a antecipar possíveis crises e antecipar ideias de negócio. Por exemplo, se um consumidor reclamar de algum produto, é possível resolver o problema antes que uma crise aconteça.

Um erro comum de empreendedores que possuem pequenos negócios é misturar a página pessoal com a página da empresa. Quando falamos de empreendimento, é preciso postar apenas o que interessa ao seu público-alvo, e não opiniões pessoais.

Segundo Flávio, é preciso ter menos vaidade por parte da marca e mais prestação de serviço. “O social funciona bem quando você tem uma boa curadoria de conteúdo. É igual uma loja: além de uma vitrine bonita, é preciso ter bons produtos, e não apenas marcar presença”. Isso trará seguidores de verdade, e não os famosos “likes comprados”.

Ainda falando sobre postagens, não basta postar com frequência: é preciso analisar quais postagens dão certo, que trazem mais resultado, como por exemplo: imagens ou textos? De que tipo? É preciso mensurar isso, analisar a interação e ver o que atrai mais seguidores.

Por meio desse exame de indicadores é possível verificar qual rede social traz mais benefícios ao seu negócio e, portanto, merece maiores investimentos.

Luizetto recomenda resgatar as postagens de maior sucesso, após a análise de resultados ter sido feita. “Faça um planejamento anual, com revisões trimestrais. É difícil planejar o ano todo, mas tenha uma ideia inicial. A cada três meses, você olha os relatórios e retoma o que deu mais certo.”

Algumas ferramentas ótimas para ajudar no acompanhamento dos negócios nas redes sociais são Google Analytics, Google Adwords e Buzzmonitor.

dlltm0p7i7g5k1losmsq

O YouTube Red chegou. E agora?

O YouTube Red é a mais nova invenção de streaming na web. Na tentativa de competir com grandes nomes do streaming como Netflix, o YT Red chega com um serviço em que você paga U$9.99 mensais e tem acesso a recursos premium, como conteúdo exclusivo para assinantes e a possibilidade de não haver mais anúncio aparecendo nos vídeos do site.

A plataforma ainda chega com serviços como a possibilidade de download dos vídeos, salvá-los para ver offline e também continuar ouvindo o som do vídeo em background em aparelhos mobile – o que é algo que muitos usuários pedem faz tempo. O YouTube Red também vem com a possibilidade de inscrição para o YouTube Music, anteriormente um serviço de streaming de música do Google Play e, os assinantes do serviço já tem acesso garantido ao YouTube Red sem custos adicionais.

Não é a primeira vez em que o YouTube tenta introduzir um serviço pago – anteriormente a rede já havia tentado cobrar U$0.99 para conteúdos exclusivos para usuários, mas a tentativa foi em vão – porém o YouTube Red tem um alcance muito maior e se baseia na linha de plataformas de streaming que estão fazendo muito sucesso, como Netflix, HBO e Amazon.

A nova plataforma do YouTube, no entanto, é um ponto de vantagem na história da internet. Embora seja improvável que o serviço faça um grande impacto, se houver, fará sobre a forma como a maioria de nós consumimos o nosso conteúdo online, mostrando o sinal da mudança dos tempos na medida em que mais e mais serviços estão pressionando por exclusividade rigorosa e a focalização no sentido de conteúdo premium.

Com isso em mente, comparar YouTube e Netflix talvez seja irrelevante, pois enquanto ambos fornecem os mesmos tipos de conteúdo, os dados demográficos são bastante variados. Para YouTube, o grupo demográfico é tipicamente muito mais jovem que a média do Netflix, que visa um público um pouco mais velho. Eles não se sobrepõem em diferentes áreas, mas de um modo geral eles são largamente independentes um do outro.

O YouTube Red por enquanto está apenas disponível nos Estados Unidos, mas em breve será liberado no mundo todo. E aí, o que você espera dessa nova plataforma?

imagem-la-basque

Uso de UX e UI melhoram experiência mobile no projeto da La Basque

Com o uso de UI (Interface do Usuário), UX (Experiência do Usuário) a Agência Moustache chegou na fórmula ideal para um site não só responsivo, mas também com uma experiência única em todos os Devices. O site se torou responsivo, mudando sua aparência e disposição de acordo com o tamanho da tela em que o site é exibido. Então, se o usuário tem uma tela pequena, os elementos do site são totalmente pensados para que a navegação seja fácil, rápida e inteligente. A Interface do Usuário é o meio pela qual uma pessoa interage e controla um dispositivo, software ou aplicativo. Esse controle pode ser feito por meio de botões, menus e qualquer elemento que forneça uma interação entre o dispositivo e o usuário.

O layout e a as cores utilizadas foram estudadas de acordo com o guide da marca e a melhor forma de transmitir sensações ao usuário. As fotos do site também foram feitas pela Agência Moustache. Todo o desenvolvimento foi feito em WordPress, totalmente customizado, como por exemplo, o sistema de moderação de fotos do Instagram.

A La Basque foi fundada em 1980, em Campinas – SP, com a intenção de produzir no Brasil um sorvete de altíssima qualidade, conservando características artesanais, semelhante aos melhores sorvetes do mundo. A La Basque conta com uma ampla linha de produtos, nas apresentações massa (a granel e potes) regular e light e picolé regular, nos mais selecionados e variados sabores.

Em parceria com a Agência Moustache, mais um selo de garantia de um bom trabalho foi aprovado! Clique AQUI e confira o resultado.

11802715_980324738657687_374200559074985819_o

A Moustache é Marfrig!

A Marfrig é uma empresa global de alimento à base de carnes bovina, suína, aves e peixes.

Foi fundada em 1986 e é composta por unidades produtivas, comerciais e de distribuição instalada em 16 países nos cinco continentes. Considerada uma das companhias brasileiras de alimentos mais internacionalizadas e diversificadas, seus produtos estão presentes hoje em 110 países. Além de ser uma das maiores produtoras de carne bovina do mundo, é também líder em bem estar animal e em sustentabilidade na cadeia de fornecimento de bovinos e ovinos brasileiros. É líder no segmento no canal food service, com forte presença nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

A Agência Moustache conquistou a conta em Outubro 2015 e, focado em resultados no Social, atuamos no Facebook e LinkedIn com ações de interação com o cliente, linha criativa, monitoramento e campanhas de CPC focadas em conversão. A Marfrig é Moustache! E você?

Conheça mais sobre Marfrig e o trabalho da Moustache no Facebook e no LinkedIn.

960-facebook-inc-unveils-slideshow-ad-unit-for-users-in-developing-countries

Facebook lança novo modelo de anúncio, o “Slideshow”

Para mercados emergentes, o Facebook lançou um novo tipo de anúncio.

A ideia é tornar mais fácil as pequenas empresas sem experiência de vídeo criar publicidade mais envolvente, mesmo quando as pessoas têm conexões de internet em bandas menos poderosas.

Esse formato de anúncio não será um vídeo, mas slideshows de fotos com textos.

A ideia é que seja mais fácil para anunciantes criar: ao invés filmagem e edição de vídeo, que pode ser demorado e caro, eles podem simplesmente editar fotos por conta própria, ou utilizando as ferramentas que o próprio Facebook coloca a disposição e, rapidamente, adicionar o texto.

Os slideshows podem ter até sete fotos e durar de 5 a 15 segundos.